Magia do Ar

O Ar é o elemento do intelecto; é o domínio do pensamento, que constitui o primeiro passo para a criação.

Em termos de magia, o ar é a visualização clara, límpida e pura, a qual é um poderoso instrumento de mudança. É também movimento, o ímpeto que envia a visualização ao encontro da manifestação.

Rege os encantamentos e rituais envolvendo viagens, instrução, liberdade, obtenção de conhecimento, descoberta de itens perdidos, revelação de mentiras e coisas do gênero.

Pode também ser utilizado no desenvolvimento das faculdades psíquicas.

Encantamentos envolvendo o ar normalmente incluem o ato de posicionar um objeto no ar ou atirar algo do alto de uma montanha ou lugar alto, de modo que o objeto conecte-se fisicamente de fato com o elemento.

O ar é um elemento masculino, sendo seco, expansivo e ativo. É o elemento que domina os locais de aprendizado, e que atua enquanto teorizamos, pensamos e ponderamos.

O ar rege o leste porque essa é a direção da grande luz, a luz da sabedoria e da consciência. Sua cor é o amarelo, o amarelo do sol e do céu da aurora, e sua estação é a primavera.

O ar rege a magia dos quatro ventos, a maioria das adivinhações, a magia de concentração e visualização.

Sem ar, nosso planeta seria um globo sem vida. Nenhuma forma de vida conhecida poderia existir sem a combinação de gases com que nosso planeta é felizmente abastecido.

Apesar de invisível, o ar é uma parte essencial da vida. Não é apenas necessário para a continuidade da vida, mas afeta também nossas vidas de modos normalmente dramáticos. Por ser invisível e mesmo assim tão poderoso, tem sido utilizado em magia por eras, e também encontrou seu espaço – por meio dos ventos – no folclore e na mitologia de povos por todo mundo.

Os encantamentos e técnicas aqui oferecidos utilizam o poder do Ar elemental, mais bem visualizado na forma de uma forte rajada de vento. Muitos dos encantamentos requerem vento, ou ao menos uma brisa, e inclusive encantamentos para controlar os ventos.

Uma alerta: a magia do Ar é imprevisível, como os próprios ventos.


Os Ventos

Por séculos os povos acreditavam que houvesse quatro tipos básicos de ventos, correspondentes às quatro direções ou quartos da Terra. São eles o vento norte, leste, sul e oeste. Cada um possui suas próprias virtudes mágicas, e determinados encantamentos são mais eficazes se praticadas durante certos ventos.

Pode parecer desnecessariamente complicado, mas não é assim. Checar os ventos durante a prática de magia não é mais difícil do que checar as fases da lua, se bem que a "fase" do vento não dura tanto.

O melhor seria instalar um catavento para determinar os ventos, e assim adequar seus trabalhos de magia ao vento certo.

Naturalmente, se o vento soprou constantemente do norte por toda a manhã, não adianta esperar por um vento do oeste. O sistema existe para nos orientar e auxiliar, e não para controlar nossas ações. Verifique ou não os ventos, de acordo com sua vontade.

Ao ler as explicações abaixo sobre cada um dos ventos, tenha em mente que este não é um sistema absoluto; diferentes partes do mundo possuem atributos diferentes para os ventos. Este são os válidos para a América do Norte e para a Europa. Serão necessárias adequações para sua área, devido ao clima, local e padrões climáticos.

Os quatro ventos estão, ao menos superficialmente, relacionados aos elementos, e isso pode ser levado em consideração, se não esquecermos que cada um deles possui seus próprios poderes peculiares.

Um lembrete importante: ao citarmos, digamos, o vento norte, nos referimos ao vento que sopra do norte, e não para o norte.


Vento Norte

O vento norte é o vento da morte – mas não necessariamente da morte física. Estes são os domínios da eterna lei universal – mudança. "Morte" aqui se refere à eliminação de negatividade.

O vento norte é frio (em termos de magia), soprando da direção do inverno e das neves profundas sobre as terras. É "seco", ou infértil, abrindo assim caminho para encantamentos de destruição.

Como utilizá-lo? Se estiver deprimido, ansioso, com inveja, ciúmes, raiva, e o vento estiver soprando do norte, encare-o de frente e ele o livrará de tais coisas.

Se deseja romper com um hábito ruim pratique algum encantamento dessa natureza enquanto o vento norte estiver soprando, para aumentar o poder.

Se por um lado o vento norte é frio, ligado à noite, à morte e às neves profundas, é também o vento do elemento terra, e portanto compartilha de algumas de suas características. Mas o vento, por ser seco, não favorece a magia de fertilidade e prosperidade, enquanto a magia de cura é bastante favorecida pelo vento norte.

Sua cor é o preto da meia-noite.

No hemisfério sul, entretanto, é o vendo Sul que tem essas características.


Vento Leste

O vento que sopra do leste é o vento do frescor, da vida renovada, da força, do poder e do intelecto. É um vento trépido e revigorante que sopra do ponto de onde surgem o sol, a lua e as estrelas.

Portanto, este é o vento que envolve novos reinícios, os novos fenômenos que surgem a partir do trabalho do vento norte. O calor provém do sol, e da centelha da criação.

Os encantamentos mais bem utilizados durante o vento leste são aqueles relacionados a melhorias dramáticas, mudanças para melhor, especialmente em comportamento. Também são encantamentos do vento leste aqueles que envolvem a mente e os que envolvem o elemento do Ar, ao qual ele está magicamente relacionado.

Não se aconselha praticar encantamentos de amor durante um vento oriental, a não ser que se deseje um amor muito intelectual. Mas talvez não haja nada de errado nisso!

Uma vez que o leste é a direção do nascer do sol e da luz, a cor é o branco.


Vento Sul

No hemisfério norte, quanto mais ao sul se viaja, mais quente é o clima. Por esta razão, o vento sul é quente e fogoso.

Simbolicamente, ele rege o meio-dia, quando o sul (ou a lua) está no ponto mais alto do céu, num período de intensa luz e calor. Por ser associado ao elemento do Fogo, a magia do vento sul lida com as mesmas coisas. Esse vento, no entanto, pode ser utilizado para qualquer tipo de magia. É um bom período para lançar encantamentos.

Uma vez que este é um vento forte e quente, encantamentos lançados com ele recebem uma dose extra de poder. É sempre excitante e intrigante lidar com o vento sul!

Acautele-se, entretanto, pois o fogo – mesmo o fogo diluído do vento sul – pode ser perigoso. Como sabermos, o fogo pode queimar.

A cor do vento sul é o Amarelo, o amarelo do sol ao meio dia.

No hemisfério sul, entretanto, é o vendo Norte que tem essas características.


Vento Oeste

O vento oeste é aquele que sopra frio e úmido. Pode carregar um pouco de chuva ou névoa enquanto sopra sobre a terra. É uma força fértil e amorosa, gentil e persuasiva.

Simbolicamente, rege o poente, quando tudo está parado; o dia e a noite se misturam numa paisagem mágica de cores mudas e brisas frescas. O pôr-do-sol, assim como o nascer do sol, é um período excelente para praticar magia – principalmente se o vento correto estiver soprando.

A magia da Água – amor, cura, fertilidade etc. – é excelente para o vento oeste, pois acrescenta suas próprias forças e energias àquela área. Especialmente para encantamentos envolvendo limpeza ou rituais puramente religiosos, o vento oeste é um alívio bem-vindo após as brisas secas e quentes do sul.

O vento oeste é azul como o céu pouco antes de suas luzes sumirem.


Mapeando os Ventos

Como já foi mencionando, a melhor maneira de determinar os ventos é por meio de um catavento ou de uma biruta. Está última pode ser rapidamente confeccionada a baixo custo, e é tão eficaz quanto outra.

Apanhe um pedaço do tecido pesado mas flexível com cerca de 25 cm de comprimento (ou, se preferir, uma meia longa e limpa) e encontre um bom local em sua propriedade para pendurá-la. Deve ficar livre dos prédios e árvores ao redor, os quais poderiam bloquear os ventos. De preferência, ficará dentro de sua propriedade e visível de sua casa.

Se não possuir um local como esse, uma antena de telhado pode servir. Amarre o pano seguramente na antena (ou num mastro alto o bastante para apanhar o vento) e certifique-se de que o vento não irá arrancá-lo ou deslocá-lo no mastro.

Determine agora os pontos cardeais e aguarde pelo vento. Ao soprar, o pano se moverá na direção oposta. Assim, se o pano se move para o sul, é o vento norte que está em ação.

Se a biruta for visível de sua casa, será questão apenas de olhar para ela, determinar o vento e prosseguir baseado nisso.


Invocando os Quatro Ventos

Muitos encantamentos e rituais podem ser precedidos por uma invocação dos ventos. Isto se aplica especialmente se você está sempre trabalhando com eles.

A idéia de invocar ou chamar os ventos é muito antiga, remontando no mínimo à Grécia Clássica e certamente antes. Não é apenas a convocação de seus poderes (todos os quatro ventos para auxiliar em seu encantamento), mas é também um anúncio geral de suas intenções. Isto ocorre, com efeito, a todo mundo.

Reunir os poderes dos ventos e pedir auxílio é um excelente meio de iniciar um encantamento. Veja como.

Uma vez que tenha reunido tudo o que necessita para o encantamento no local onde o realizará (de preferência ao ar livre) volte-se para o norte e diga algo parecido ao que segue:

VENTOS DO NORTE! FORTES E PODEROSOS!
AUXILIEM-ME EM MEU TRABALHO DE MAGIA!


Vire-se para o leste e diga:

VENTOS DO LESTE! FASCINANTES E BRILHANTES!
AUXILIEM-ME EM MEU TRABALHO DE MAGIA!


De frente para o sul, diga:

VENTOS DO SUL! FOGOSOS E RADIANTES!
AUXILIEM-ME EM MEU TRABALHO DE MAGIA!


Dirija-se então ao oeste e diga:

VENTOS DO OESTE! SUAVES E ESPERANÇOSOS!
AUXILIEM-ME EM MEU TRABALHO DE MAGIA!


Se você está no Hemisfério Sul, diga SUL no lugar de NORTE, e NORTE no lugar de SUL.

Siga em frente com o encantamento, seguro de que os antigos poderes do quatro ventos estão auxiliando-o em sua magia.


Trabalhando com Um Vento

Se estiver praticando um encantamento próprio de um vento, pouco antes de iniciar volte-se à direção apropriada e diga as palavras acima a ele associadas. Em pé por alguns instantes, sinta o vento (mesmo que apenas em sua imaginação) soprando daquela direção, formado por seu chamado mágico, aumentando sua velocidade à medida que se aproxima de você, com uma força tremenda. (Esta técnica também é interessante quando estiver invocando os quatro ventos.)

Então coloque o encantamento em ação.


Encantamento do Ar

Estes são alguns dos encantamentos associados ao elemento do Ar. Para sua conveniência, liste o vento apropriado a cada um deles, embora não seja necessário esperar até que o vento em questão esteja realmente soprando para executar os encantamentos.

Amarrar Seus Problemas (Vento Norte)
Num caule rígido, preferencialmente seco, de um arbusto ou moita ainda presa ao solo, num local onde os ventos soprem livremente, amarre ou espete na ponta de um ramo uma folha para cada um dos males que o afligem. Se amarrar a folha, não aperte muito e use um fio de fibra natural.
Isto é tudo que deve fazer, pois o vento norte se erguerá e, talvez lentamente, soltará as folhas, liberando assim a energia e aliviando os males que o incomodam.
Este encantamento pode levar alguns dias ou semanas, não minutos; portanto afaste-se da moita após terminar o encantamento. Se esperar e observar, o vento pode nunca se erguer. (Obviamente, efetuar este encantamento durante uma brisa vinda do norte é um começo!)
Se você está no Hemisfério Sul, esse encantamento deve ser feito utilizando o Vento Sul.

Um Sino de Amor (Vento Oeste)
Pendure um sino com um belo anel numa janela que permaneça aberta por boa parte do dia, pela qual sopre o vento (de preferência o vento oeste).
Enquanto faz isso, declame estas palavras:
PEQUENO SINO DE AMOR, EU O PENDURO PARA QUE MURMURE
MEU DESEJO POR AMOR AOS VENTOS E BRISAS.
PEQUENO SINO DE AMOR, PROCLAME MEU DESEJO
DE AMOR A SEUS IRMÃOS E IRMÃS.
PEQUENO SINO DE AMOR, EU LHE PEÇO QUE FALE
GENTILMENTE E ME TRAGA ALGUÉM QUE ME ESCUTE.

A cada badalar do sino, ele estará "murmurando" seu desejo de amor.

Para Livrar-se do Medo (Vento Sul)
Acenda uma vela amarela dentro de casa e contemple-a sentado em silêncio por alguns instantes. Visualize a chama da vela gerando medo e ansiedade em você; visualize isso enquanto a vela se funde a seus temores.
Leve a vela para fora e deixe que o vento apague sua chama. Está feito.
(Verifique se há uma brisa ou vento lá fora antes de tentar.)
Se você está no Hemisfério Sul, esse encantamento deve ser feito utilizando o Vento Norte.

Para Comunicar-se Com Um Amigo Distante
Ao ar livre, volte-se para a direção na qual essa pessoa esteja. Se não souber, repita o procedimento a cada direção, começando pelo norte.
Estenda seus braços e mãos e, num voz clara mas suave, chame a pessoa pelo nome.
Visualize sua figura. Chame-a pelo nome novamente, com mais força, e em seguida uma vez mais, desta vez bem alto.
A seguir, diga sua mensagem como se estivesse falando pessoalmente. A mensagem deve ser curta e precisa. Ao terminar, escute a resposta.
Não a imagine, apenas ouça.
Isto funciona melhor à medida que se pratica, ou com amigos intimamente próximos.

Para Tomar Uma Decisão (Vento Leste)
Se estiver diante de muitas opções, escreva cada uma delas em pequenas tiras de papel. Dobre cada uma duas vezes e deixe-as sobre uma mesa livre (por exemplo, que não esteja encostada numa parede), num local onde sopre um leve vento.
O vento deverá mover os papéis sobre a mesa, e em seguida eles devem cair ao chão. O último papel a restar sobre a mesa (ou o último a cair, se não conseguir apanhá-lo rápido o suficiente) é sua opção, se decidir segui-la.


Determinando Um Vento

Como você já viu, a magia do Ar pode ser executada de dois modos: usando realmente o elemento do Ar num dos encantos acima, invocando ou não o vento correto, ou simplesmente invocando os poderes de todos os quatro ventos ou de um em particular, e praticando outro tipo de encantamento.

Para encantamentos em que você deseje invocar um vento mas não está seguro sobre qual é mais apropriado, o encantamento a seguir pode ser eficaz.

Num utensílio ou área à prova de fogo, acenda uma pequena fogueira com qualquer tipo de madeira. Ou então use carvão vegetal.

A seguir, quando o fogo estiver ardendo bem brilhante, ou quando os carvões estiverem em brasa, atire ramos verdes de árvores e arbustos ao fogo ou brasas para criar fumaça. Essa fumaça deve fluir constante do fogo. O fogo não é importante agora, apenas a fumaça.

Observe em qual direção a fumaça vai.

Pode mover-se imediatamente em uma determinada direção, ou subir diretamente. Se esta última hipótese ocorrer, continue observando, pois ela deverá mudar. A direção para onde ela se voltar é o vento apropriado para o encantamento que deseja fazer.

Certamente, dá um certo trabalho, mas funciona.

Certifique-se de que o fogo seja apagado com segurança, com areia ou água, antes de deixar a área.


As Tiras do Tempo

Utilizado para gerar ventos, no mar (para encher as velas) ou em terra.

Numa velha correia de couro cru, com cerca de 80 cm de comprimento, dê um nó a 8 cm da extremidade, um segundo nó a 15 cm do primeiro e um terceiro a 25 cm do segundo nó.

Para ativar o encantamento, desamarre os nós: para uma suave brisa, desate o primeiro nó, concentrando-se nas ondas, ou no vento sobre as folhas ou sobre a grama; para um vento mais forte, desate o segundo nó, concentrando-se num vento constante que enche as velas de um navio; para uma ventania (cuidado!), desamarre o último nó, pensando numa forte ventania e muitos ventos em ação.

Está feito.


Para Chamar o Vento

Primeiro, olhe para a direção apropriada ao período do ano: no inverno, tente o Vento Norte; na primavera, tente o Vento Leste; no verão, tente o Vento Sul; no outono, tente o Vento Oeste.

Volte-se para a direção adequada e solte um longo e agudo assobio, descendo de tom no final. Repita três vezes.

O melhor período para chamar o vento é no nascer do sol.


Para Criar Ventos

Apanhe vários punhados de areia e atire-os para o alto. Por volta do terceiro ou quarto punhado atirado, o vento deverá ter surgido e assoprado a areia de sua mão. Use areia fina e limpa para este encantamento.


Para Parar o Vento

Junte quatro penas, de preferência uma de cada das seguintes core: branco, azul, amarelo e preto, para representar os quatro ventos. Apanhe as penas e amarre-as fortemente com um barbante grosso. Deposite-as no fundo de um pote e cubra-as com sal ate que não estejam mais visíveis.

Isto unirá e enterrará os ventos e eles logo perderão sua força.


Para Parar Um Ciclone

Corra num campo e enfie uma faca no solo, com o fio da lâmina voltado para a tempestade que se aproxima. Diz-se que a faca "corta" o vento, de modo que sua área será poupada.


Para Gerar Vento No Litoral

Apanhe um longo pedaço de alga marinha, enrole-a em sua cabeça e assobie.