Runas

A Origem das Runas

Há uma tendência a menosprezar as runas como sendo simplesmente a escrita da Idade Média utilizada por aqueles povos setentrionais que não foram convertidos ao cristianismo e, conseqüentemente, não aprenderam o monkalpa (alfabeto dos monges) ou alfabeto latino. Por muitas razões, isso é um infortúnio. Estigmatizar as runas por serem um alfabeto pagão faz com que muitas de suas outras funções sejam negadas.

Existem diversas teorias sobre a origem das runas. Não importa qual seja a origem delas, existe a debatida questão sobre quem foi a primeira pessoa a utilizar a escrita. Teria sido desenhada por um grupo ou um indivíduo inspirado? Nunca saberemos. E isso por si só, aumenta o poder e o mistério da escrita rúnica.


Aettir

Essa palavra tem origem nórdica e significa grupo de oito elementos. No caso de oito runas no alfabeto rúnico, temos três Aettir.

Aett de FEHU: Está relacionado ao Deus que rege a fertilidade, Freyr, e sua família diz respeito à realização material da nossa vida, ao plano físico, material ou circunstancial.


       


Aett de HAGAL: Este aett está relacionado ao nosso plano emocional.

       



Aett de TYR: Dedicado ao Deus de Tiw que rege os assuntos legais e era chamado o Deus da Guerra, pois era invocado para trazer a justiça, esta família está ligada ao plano espiritual.

       



Runa em Branco